Início | 2010 | 2011 | 2012 | 2013 | Equipa | Índice | Sites | Contacto                RSS Feed Facebook Twitter

domingo, 20 de Julho de 2014

Decorreu, no passado Domingo 13 de Julho o Dia de Base Aberta da BA5, Monte Real, culminar de uma semana de eventos dedicados ao assinalar do 20º Aniversário da Frota de aeronaves F-16 ao serviço da Força Aérea Portuguesa. Com a promessa, cumprida, de um dia passado bem perto destas máquinas, a Base contava bem cedo, ainda muito antes da hora da abertura de portas, com uma considerável moldura humana, aguardando pacientemente do lado exterior, deixando antever uma grande afluência de público durante o resto do dia. Segundo números oficiais, divulgados pela FAP, foram cerca de 20.000 aqueles que desfrutaram de um dia pleno de actividades onde obviamente não faltaram os tão esperados F-16. De uma forma mais reservada, os 20 anos da Frota ao serviço de Portugal foram assinalados com uma Cerimónia presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, Sr. Gen. José António de Magalhães Araújo Pinheiro.

Ao Comando da Base Aérea nº5 e às Relações Públicas da FAP os mais sinceros agradecimentos pelas facilidades concedidas e também pela forma como toda a equipa foi recebida e acolhida. Uma palavra de apreço a todos os militares e amigos com quem foi possível conviver durante a presença na Base Aérea 5.

Galeria Fotográfica Dia de Base Aberta

terça-feira, 24 de Junho de 2014

A 1ª fase (operações ar-ar) da edição de 2014 do Fighter Weapons Instructor Training (FWIT) está prestes a terminar. Este curso, que decorre desde 22 de Abril e prolongar-se-á até 24 de Outubro próximo, conta com a participação de um destacamento de 32 militares da Força Aérea Portuguesa que inclui Pilotos Instrutores, Pilotos Alunos e pessoal de manutenção e operações. Além de pessoal deslocaram-se para Leeuwarden na Holanda 5 aeronaves F-16 para emprego em instrução e também para desempenhar activamente missões de intercepção aérea e combate ar-ar.

O Walkarounds agradece a António Neto por, uma vez mais, colaborar com este trabalho ao disponibilizar o conjunto de fotos que compõem a galeria que acompanha este apontamento.

Galeria Fotográfica

domingo, 25 de Maio de 2014

Num singelo contributo para a história da busca e salvamento com recurso a helicópteros em Portugal, vem o Walkarounds nesta edição recordar, pouco mais de 50 anos depois, o naufrágio do “Silver Valley”, e o salvamento dos seus 27 tripulantes por um Alouette II, talvez o primeiro salvamento efectuado na cidade do Porto, na barra do Douro, com a utilização de um helicóptero.

Ver artigo

segunda-feira, 19 de Maio de 2014

O Pólo de Alverca do Museu do Ar está instalado num antigo hangar dos anos 30, junto à OGMA e à estação de Caminhos de Ferro. A outrora a localização principal do Museu tem à disposição do público um acervo composto por aviões e helicópteros, equipamento vário, motores, hélices, miniaturas de aviões, armamento e relíquias históricas que, apesar de infelizmente só ser possível aceder à segunda-feira, vale a pena visitar. O Walkarounds teve, finalmente, a disponibilidade de poder visitar o Pólo e registar algumas imagens do seu acervo que trazemos na galeria de fotos que acompanha este apontamento. De notar a presença do Alpha Jet nº.15209 antes de ser transportado para o recinto da OviBeja e também dos trabalhos de restauro, em curso, da Tiger Moth c/n.OGMA-65.

Galeria Fotográfica

terça-feira, 22 de Abril de 2014

Em Março de 1954, a então jovem Força Aérea Portuguesa (FAP) recebeu uma frota de três Grumman SA-16A Albatross, cedidos pelos Estados Unidos ao abrigo do programa de ajudas Military Defense Assistance Program (MDAP). Estes são integrados na Esquadra 41, baseada na BA 4, onde prestaram valiosos serviços até 1961, altura que é retirado o último aparelho operacional da frota.
São utilizados com bastante eficácia em inúmeras missões busca e salvamento nomeadamente aos pequenos barcos de pesca da frota insular, como também no apoio às populações das diferentes ilhas, muito em especial pela sua versatilidade, pela possibilidade de poder amarar no oceano e também nas lagoas vulcânicas do arquipélago.
Lamentavelmente a frota viu-se reduzida a dois e mais tarde a um aparelho, em consequência de acidentes, sendo o último exemplar sobrevivente vendido ao Ejercito Del Aire Espanhol, onde continuou a voar até 1978.

Ver artigo Galeria Fotográfica

quinta-feira, 17 de Abril de 2014

Um destacamento da Força Aérea Portuguesa, constituído por cinco aeronaves F-16 (4 + 1 reserva), 12 pilotos e 37 militares de manutenção e apoio participou, pela primeira vez, no exercício multinacional Frisian Flag, que decorreu entre os dias 31 de Março e 11 de Abril, a partir da Base Aérea de Leeuwarden, na Holanda.
Beneficiando da operação de uma aeronave análoga, as EPAF têm desenvolvido esforços na implementação de iniciativas partilhadas, não só no desenvolvimento do seu sistema de armas, mas também na minimização dos custos de operação e na exploração de novos conceitos de emprego da NATO Response Force (NRF).