2009 | 2010 | 2011 | 2012 | 2013 | 2014 | 2015 | Índice | Sites | Contacto          RSS Feed Facebook Twitter

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Chegados a Dezembro o Walkarounds cumpre mais um aniversário. Desta feita o seu 12º Aniversário... uma dúzia de anos online. É obra!
Esta é, sem dúvida, uma ocasião para celebrar! É também uma ocasião para reflectir e fazer um balanço dos anos que passaram mas, mais do que isso, uma ocasião para olhar em frente!
Se nos remetermos para a entrada que aqui escrevemos, resta-nos olhar em detalhe para os dois últimos anos. Dois anos com uma aposta forte nas redes sociais com a criação das páginas Walkarounds no Facebook e no Twitter. Fortemente interligadas têm vindo a assumir um papel cada vez mais importante na divulgação deste projecto. Criadas inicialmente para divulgação de todas as novidades dos sites são, actualmente, mais do que uma fonte de updates, em especial a página do Facebook, cada vez mais um ponto de encontro entre quem partilha o gosto pela Aviação Militar Nacional e por este projecto.
Do ponto de vista dos trabalhos apresentados, apesar das dificuldades (e impossibilidade) de acompanhar todos os assuntos de interesse, a equipa do Walkarounds tem continuado a desdobrar-se em múltiplas frentes por forma a abranger uma grande multiplicidade de temas desta "nossa" Aviação Militar Nacional. Para tal tem contribuído, sem dúvida, a cada vez maior abertura da Força Aérea e Marinha para com os chamados "novos meios de comunicação", mas também (e sempre) o voluntarismo de muitos aficionados do tema que, não poucas vezes, nos têm ajudado e dado um contributo muito valioso para que o Walkarounds continue a ser uma referência e a seguir em frente. Por tudo isto o Walkarounds está de parabéns! Parabéns Walkarounds e muito obrigado a todos!

sábado, 17 de dezembro de 2011

Presidida por S.Ex.a o Ministro da Defesa Nacional, Dr. José Pedro Aguiar-Branco, a Cerimónia que assinalou o Encerramento da actividade operacional da Esquadra 401 teve lugar na Base Aérea nº6 no Montijo no passado dia 6 de Dezembro. Na ocasião foi apresentada uma breve resenha histórica sobre a actividade e missões efectuadas pela Esquadra, à qual foi entregue um Louvor, e também o livro que reune a história de 37 anos do C-212 Aviocar na Força Aérea Portuguesa. A esta Cerimónia seguiu-se uma visita às aeronaves que fazem parte do Dispositivo de Alerta SAR.

Galeria Fotográfica

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Por vezes nem nos damos conta daquilo que temos no nosso Museu do Ar, nomeadamente no seu acervo aeronáutico, e do que ele representa, não só para a História da FAP, mas também, para a História da Aviação Mundial. Não sendo propósito fazer aqui o reencontro com a universalidade dos Chipmunks exFAP que se encontram espalhados um pouco por essa Europa fora, e também pelos EUA ficamo-nos, pois, pelo nosso Portugal...

Ver artigo

terça-feira, 4 de outubro de 2011

A Esquadra 504 “Linces” da Força Aérea Portuguesa, criada a 12 de Janeiro de 1985, na Base Aérea nº 6, no Montijo, actualmente a operar aeronaves Marcel-Dassault Falcon 50 em destacamento permanente no Aeródromo de Trânsito nº 1, em Lisboa, nasceu da necessidade de apoiar missões com um carácter de âmbito civil. Distinguindo-se, por este facto, da generalidade das restantes Esquadras de Voo da FAP, tem como missão principal executar operações de transporte aéreo especial, estando associada ao transporte de Altas Individualidades nacionais e estrangeiras. Mas será esta a sua missão mais nobre?

Ver artigo Galeria Fotográfica

domingo, 18 de setembro de 2011

A Esquadra de Transporte 501 "Bisontes" completou, na passada Quinta-feira 15 de Setembro, o seu 34º Aniversário, tendo a data sido assinalada com a realização de uma Cerimónia Militar. A efeméride remonta à chegada dos dois primeiros dos seis C-130 Hercules que, actualmente, totalizam a frota ao serviço da Força Aérea Portuguesa à Base Aérea 6 (BA 6), Montijo, no mesmo dia de 1977. Para operar estas aeronaves foi criada a 23 de Setembro de 1977 a Esquadra de Transporte e Patrulhamento Marítimo que viria a adoptar a designação Esquadra de Transporte 501 "Bisontes" no ano seguinte.
Desde que começou a operar que as missões atribuídas à Esquadra 501 se têm caracterizado por uma natureza bastante diversificada podendo ser agrupadas, muito genericamente, em missões de busca e salvamento, missões de patrulhamento marítimo, missões de transporte táctico e logístico e missões de ataque a incêndios florestais entretanto interrompidas.
O seu nível de desempenho valeu, à Esquadra 501, a atribuição da Medalha de Ouro de Serviços Distintos em Fevereiro de 1991.
Actualmente a 501 tem vindo a realizar missões de transporte e de carga garantindo desta forma, a satisfação das necessidades não só da FAP como dos outros ramos das Forças Armadas. De forma bem mais visível e mediática, os C têm participado de forma bem activa em missões de carácter humanitário e de apoio logístico a outras forças nacionais e internacionais envolvidas em operações de paz.
Ao longo dos mais de três décadas ao serviço da Força Aérea Portuguesa, estas aeronaves bem como os membros da Esquadra que as operam, já nos habituaram a um grande grau de proficiência e operacionalidade no desempenho das suas missões que, sem dúvida, todos desejam ser possível continuar a desempenhar.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Decorreu no passado dia 10 de Setembro de 2011, e integrando o programa da exposição de modelismo de Espinho, ESPIMODEL 2011, o lançamento do livro “T-6 Lusitanos”. Esta publicação, edição do Núcleo de Modelismo de Espinho, e da autoria de Filipe Araújo, José Ferreira, e Rui Domingues, tem como objectivo a elaboração de um trabalho de apoio para os modelistas, compreendendo todas as versões e esquemas de pintura conhecidas dos T-6 e Harvard que integraram os diferentes ramos da aviação militar nacional, nomeadamente a Arma de Aeronáutica do Exército, a Aviação Naval da Marinha e a Força Aérea Portuguesa.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

De uma frota recebida de cinquenta LTV A-7P Corsair II, seis dos quais na versão bilugar (TA-7P), entre Dezembro de 1981 e Abril de 1986, retirados de serviço em 1999, sobram actualmente 14 aparelhos. A boa parte destes encontra-se exposta em Portugal e apenas um fora do País… o nº.5502. Este aparelho foi integrado, em Maio de 2009, na colecção do Muzeum Lotnictwa Polskiego w Krakowie, localizado no antigo Aeródromo Militar de Rakowice-Czyżny, em Cracóvia na Polónia...

Ver artigo

domingo, 28 de agosto de 2011

As aeronaves são operadas em vários tipos de missões em quaisquer condições de tempo e de visibilidade sendo, para tal, equipadas com diversas configurações de armamento, podendo este ser de treino ou mesmo real. Pilotos e pessoal treinam e colocam à prova equipamento e procedimentos aperfeiçoando, através da prática, o seu elevado estado de prontidão...

Galeria Fotográfica

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Fazendo parte das Forças Nacionais atribuidas à NATO, com capacidade de serem destacados para onde solicitados, os militares da Esquadra 201 "Falcões", incluindo todo o pessoal de apoio, realizam inumeras vezes destacamentos fora da sua Unidade base. Para além da realização de múltiplas missões aéreas, o objectivo é o de por à prova todas as capacidades e operações do destacamento. (continua...)

Galeria Fotográfica

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Um dia normal de operações de "Falcões" e "Jaguares" pode dividir-se em dois períodos de voo, habitualmente um de manhã e um de tarde, com saídas de várias aeronaves em cada, ocorrendo por vezes um período reservado para missões nocturnas. Após o briefing de preparação de missão os pilotos encaminham-se para as aeronaves dispersas por vários abrigos. Aí realizam uma inspecção prévia ao longo de todo o perímetro da aeronave antes mesmo de ocupar o seu lugar na carlinga. Antes das aeronaves se dirigirem para a cabeceira da pista, cabe ao pessoal das operações realizar as últimas inspecções a sistemas críticos, remover as diversas cavilhas de segurança ainda colocadas nas aeronaves e auxiliar os pilotos a executar, entre outras, as verificações finais das superfícies de controlo de voo, comunicando com estes via rádio e através de uma curiosa "coreografia" de gestos. Todos os sistemas verificados... pronto para voo... siga!

Galeria Fotográfica

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Na Base Aérea nº5 em Monte Real, lar das duas Esquadras de Caça da Força Aérea Portuguesa, a actividade aérea é intensa, fazendo desta Base uma das mais movimentadas do País. A partir daqui "Falcões" da Esquadra 201 e "Jaguares" da Esquadra 301 operam em conjunto aeronaves F-16 MLU, equipadas com os mais recentes equipamentos disponíveis para este avançado sistema de armas. Têm como missão principal a Luta Aérea defensiva e ofensiva constituindo a primeira linha de defesa do Espaço Aéreo Nacional contra o mais variado tipo de potenciais ameaças mantendo, para tal, uma parelha de aeronaves em permanente estado de alerta. Assumindo também um papel de destaque através da participação em exercícios e missões Nacionais e Internacionais, só a realização de inúmeras saídas no desempenho de múltiplas missões de treino e instrução de pilotos permite alcançar a necessária preparação e um elevado estado de prontidão. (continua...)

Galeria Fotográfica

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Numa altura em que a contagem decrescente para o fim da operação das aeronaves CASA C-212 Aviocar pela Força Aérea Portuguesa se aproxima rapidamente do desfecho, previsto para breve, e em que as atenções estão já viradas para os mais recentes sucessos no emprego dos novos CASA C-295 adquiridos para os substituir, a Esquadra 401 "Cientistas", a última ainda a operar esta plataforma, assinalou o seu 37º Aniversário no passado dia 28 de Julho, data em que foi instituída na FAP, no ano de 1973, com a realização de uma Cerimónia Militar na Base Aérea nº6 - Montijo, onde se encontra desde Maio de 2009. São cerca de 4 décadas no cumprimento de missões de elevado interesse público a bordo de uma frota Aviocar que, com o contributo da Esquadra 502 "Elefantes" até a um passado bem recente, muitas provas tem dado da sua longevidade (mais de 160.000 horas voadas) e versatilidade no emprego em múltiplos e distintos cenários (vigilância marítima, busca e salvamento, transporte táctico, evacuação médica, fotografia aérea, guerra electrónica, formação de pilotos e de pessoal navegante). Para os "Cientistas", em particular, são 37 Anos com muita Ciência, Engenho e Arte... Parabéns "Cientistas", parabéns Esquadra 401!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Durante cerca de 17 anos a Força Aérea Portuguesa operou uma frota de 12 Northrop T-38A Talon. Esta frota, recebida em dois lotes de 6 aparelhos, ainda se encontra na posse da FAP, alguns expostos, outros em armazenamento. Apenas um se encontra fora de instalações militares, cedido a um coleccionador particular… o nº.2607. Neste segundo "Perdidos e Achados" além de divulgar os principais marcos do historial desta aeronave, é apresentado em exclusivo o painel informativo que, em breve, irá estar patente junto ao 2607 e também o estado e localização actuais das restantes aeronaves da frota T-38A da FAP...
(Revisto e actualizado a 19 de Julho de 2011)

Ver artigo Painel informativo Frota T-38A

sexta-feira, 15 de julho de 2011

As comemorações do 59º Aniversário da Força Aérea Portuguesa como Ramo independente das Forças Armadas Nacionais centraram-se na Base Aérea nº1 e no Museu do Ar em Sintra, tendo o programa decorrido entre os dias 1 (data oficial da sua criação) e 3 de Julho.
Num ano marcado por restrições orçamentais a actividade aérea foi reduzida, não se tendo realizado o habitual Festival Aéreo que costuma ser o tradicional ponto alto do evento. Assim mesmo, fruto de um excelente trabalho de divulgação quer através dos meios ao dispor da Força Aérea, quer através de acções conjuntas com vários órgãos de comunicação social, as diversas mostras e actividades preparadas conseguiram atrair um muito significativo número de visitantes.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Realizaram-se, no passado dia 22 de Junho, as Comemorações do 70º Aniversário da Base Aérea nº4 (BA4) nas Lajes, Açores.
As comemorações tiveram início com o hastear das Bandeiras Nacional e da Força Aérea, seguindo-se a Missa de Acção de Graças, terminando com uma Cerimónia Militar, presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, Sr. General José Pinheiro, assinalando-se o discurso do Sr. Comandante da BA4, Coronel Alexandre Figueiredo. No seu decorrer foram homenageados militares e civis já falecidos que serviram na Unidade, e impostas condecorações e entregues pergaminhos. No fim desfilaram as forças em parada emeios aéreos ao serviço nesta Unidade.
A história desta que é uma das Bases Aéreas mais importantes do dispositivo da Força Aérea Portuguesa remonta ao auge da Segunda Guerra Mundial. O Aeródromo das Lajens, criado em 1941 albergando então a Esquadrilha Expedicionária de Caça nº2 da Aeronáutica Militar oriunda da Ota, equipada com aviões Gloster Gladiator Mk.II, viria areceber o estatuto de Base Aérea em Agosto do ano seguinte, passando a ser denominado Base Aérea nº5. Mais tarde, em Junho de 1946, esta unidade foi renomeada passando, desde então a ser identificada, tal como nos dias de hoje, por Base Aérea nº4. Essa data marca também o fim da operação da Real Força Aérea Britânica e, após um período de transição, iniciam-se as operações por parte das Forças Armadas dos Estados Unidos.
A importância das Lajes, dos meios humanos e materiais que operam a partir da BA4, tem vindo a ser determinante em planos tão variados como a busca e salvamento, o apoio às frotas de pesca e embarcações de todas as origens e destinos que sulcam o Atlântico, no controle e fiscalização dos nossos recursos naturais e, sobretudo, no apoio às populações em todos os momentos, quer em situaçõesde catástrofe natural quer no transporte médico de emergência entre ilhas.
Ao longo destes 70 Anos, os meios aéreos e o espírito de missão das diferentes gerações de militares têm deixado, e continuarão a deixar no futuro, uma marca profunda nas populações e no desenvolvimento da região.

Nuno Martins
O Walkarounds volta a divulgar um projecto de um novo livro. Desta feita o tema é a História da Base Aérea 3 - Tancos. Este aeródromo, activado em 1919, só em 1938 recebe a designação de Base Aérea e viria, entre 1952 e 1993 a estar atribuído à Força Aérea Portuguesa...
Divulgamos, em simultâneo com o Blog "Aerotranstornados", esta iniciativa, da responsabilidade do Sr. Aires Marques, dirigindo um apelo a todos os interessados em prestar o seu contributo para consultar as informações adicionais no documento anexo, fazendo votos para que a mesma se traduza num grande sucesso.

Mais informações

terça-feira, 28 de junho de 2011

Teve lugar no passado dia 22 de Junho de 2011, mais uma edição do Spotters Day da BA 6, organizado pela Esquadra 751 com a colaboração do Comando e das outras Esquadras de Voo desta Unidade da Força Aérea Portuguesa. A edição deste ano, a 4ª destes eventos (Spotters Day 2009 e 2010; Spotters Night 2010), contou com mais de uma centena de inscritos, nacionais e estrangeiros (Espanha, Holanda e Reino Unido), um número que denota o crescente interesse por todos os entusiastas da Aviação Nacional pela iniciativa.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

A responsabilidade de acolher o "NATO Tiger Meet" de 2011, ano em que se assinala o 50º Aniversário desde a realização do primeiro encontro esteve, meritoriamente, a cargo do Escadron de Chasse 01.012 "Cambresis". A Esquadra 301 não poderia ficar de fora de tão simbólico encontro, deslocando para esta base aérea um conjunto de 6 aeronaves F-16 AM MLU e 12 pilotos, acompanhados de um destacamento de cerca de 30 militares da BA 5.
No final, juntamente com o "Bronze Tiger" atribuído à Esquadra anfitriã do próximo "NATO Tiger Meet", os Jaguares conquistaram o mais alto galardão do evento, o sempre muito disputado "Silver Tiger"!

Ver artigo Galeria Fotográfica
Com o aproximar do fim da operação por parte da Força Aérea Portuguesa da aeronave C-212 Aviocar, a Esquadra 401 "Cientistas" está a elaborar um livro sobre os 37 anos da frota, com ênfase especial no historial de missões, não só as relacionadas com as missões de Fotografia Aérea e de Vigilância Marítima, mas também as demais missões, o avião e suas características, as Esquadras, os locais onde operou e o pessoal que voou e fez voar o Aviocar com Asas da Cruz de Cristo...

Mais informações

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Não é invulgar visitar o Museu do Ar na Granja do Marquês sem encontrar diferenças no acervo exposto, nomeadamente nos aviões. O mesmo aconteceu ao autor, numa das suas raras visitas a Sintra, no final de Abril do corrente ano.
Neste pequeno apontamento, essencialmente fotográfico, pretende-se registar a integração na exposição do Cessna T-37C nº.2420, anteriormente exposto no polo de Alverca, do FIAT G.91 R/4 nº."5407", vindo da BA 5, actualmente colocado no interior do hangar principal e da preparação do FIAT G.91 R/4 nº.5454 "Tigre" para transferência para a BA 5, onde já se encontra.
Proximamente, com a reabertura dos hangares actualmente em processo de reabilitação, estes virão a recolher não só aeronaves do acervo que estão no exterior, como também diversas outras como o Caudron G3 e o Blèriot XI vindas e Alverca, entre outras que não se pretendem, para já, revelar por forma a não estragar a surpresa...
Mais a Norte regista-se que, há algumas semanas, chegou a Auster D5/160 nº.3548 ao AM 1, em Maceda, para integrar o acervo exposto no Pólo de Ovar do Museu do Ar.
Tal como tem vindo a registar-se em anos anteriores, o Museu do Ar volta a associar-se à iniciativa "Noite dos Museus":

"O Museu do Ar, em Sintra, associando-se às comemorações da Noite dos Museus, vai estar aberto gratuitamente (das 10H00 às 24H00) no dia 14 de Maio, Sábado, e proporcionará a todos os visitantes um conjunto de actividades de animação cultural.

Do programa nocturno consta:

21H30 – Actuação do Grupo de Música Ligeira da Banda da Força Aérea;
22H15 – "O voo nocturno de Saint Exupery" na versão de um Contador de Histórias.

O Museu do Ar convida, por isso, todos os interessados a participar activamente nesta noite do Museu do Ar"


Também relacionado com a temática das aeronaves expostas ao público, surge a divulgação, através da Scramble, do início da comercialização da Edição de 2011 da publicação "European Military Out Of Service" (EMOOS), sucessora desde 2007 da "European Wrecks & Relics", da autoria de Otger Van der Kooij e Andy Marden.
A capa, grande e agradável surpresa, uma foto da Porta de Armas da Base Aérea nº5, em Monte Real, dando uma perspectiva das 3 gerações de aviões de caça que por lá passaram.
A par da "Aviation Museums and Collections of the World", do autor Bob Odgen, estas são as únicas publicações regulares que enumeram, por país, como se de um roteiro se tratasse, os aparelhos que podemos encontrar em museus, colecções privadas, espaços públicos, unidades militares e sucatas.
O EMOOS, do qual o Walkarounds tem o privilégio de divulgar, em exclusivo, um "preview" de uma das páginas sobre Portugal, encontra-se já à venda online na loja da Scramble.
Rui Ferreira
EMOOS Portugal 2011