2009 | 2010 | 2011 | 2012 | 2013 | 2014 | 2015 | Índice | Sites | Contacto          RSS Feed Facebook Twitter

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Terminou a edição de 2012 do "Real Thaw" (RT12), Exercício Táctico da Força Aérea Portuguesa que contou também com a participação da Marinha, do Exército e de forças dos Estados Unidos da América, Espanha, Holanda, Reino Unido e da NATO. Com uma periodicidade anual, o RT12 decorreu entre os dias 23 de Janeiro e 3 de Fevereiro.
Planeado e conduzido sob a égide do Comando Aéreo (CA) tem, como centro principal de operações, a Base Aérea nº.5 (BA5)...
...em Monte Real, a partir da qual o exercício é coordenado e de onde são conduzidas a maioria das acções que envolvem meios aéreos. Além da zona de Monte Real aeronaves e unidades em terra desenvolveram missões conjuntas no interior do País, concretamente em Penamacor, Pinhel, Aguiar da Beira, Monfortinho e Seia onde se instalou, no Aeródromo Municipal, uma Base Aérea Táctica, de apoio às operações que se realizaram na área.
Com uma vertente muito direccionada para o apoio aéreo às forças colocadas no terreno, o Real Thaw tem, como objectivo principal, proporcionar treino ao nível táctico para as unidades participantes e promover uma acção coordenada entre os vários intervenientes. Para tal, na elaboração e planeamento deste exercício, é dada especial atenção à criação de um cenário militar realístico, com uma forte componente de apoio a operações humanitárias e para operações de retirada/resgate de cidadãos de zonas de conflito, no qual se tentam simular situações típicas de cenários da actualidade.
Paralelamente a dimensão e extensão do exercício, assim como a diversidade e o elevado número de forças envolvidas, permitem por à prova a capacidade logística da força da Força Aérea Portuguesa, valia não menos importante numa eventual participação em missões internacionais.
Numa conjuntura marcada por fortes restrições orçamentais, a importância deste exercício é acrescida pelo facto de reunir em simultaneo, de uma só vez e sem necessidade de deslocação ao exterior, um conjunto significativo de meios, num treino conjunto sem igual no panorama militar Nacional.
Por tudo isto o Real Thaw assume, cada vez mais, um papel importante na projecção de Portugal e das suas Forças Armadas dentro e fora de fronteiras, ajudando a cimentar uma imagem de proficiência e de capacidade de planeamento e de execução da Força Aérea Portuguesa.

Agradecimentos: a Francisco Piqueiro (FotoEngenho) e a Floriano Morgado (SmokeOn) pelas fotos (Spotter's Day Real Thaw 2012 - BA 5) que acompanham este apontamento e que compõem a Galeria Fotográfica anexa.
Nuno Martins

Galeria Fotográfica FAP Press Kit RT12

1 comentário:

  1. O meu Muito Obrigado aos meus bons amigos Floriano e Francisco pela disponibilidade sempre presente.
    Forte Abraço!
    Rui Ferreira

    ResponderEliminar

Ajude-nos a melhorar este trabalho. Participe!