2009 | 2010 | 2011 | 2012 | 2013 | 2014 | 2015 | Índice | Sites | Contacto          RSS Feed Facebook Twitter

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Um destacamento da Força Aérea Portuguesa, constituído por cinco aeronaves F-16, 4 pilotos e 35 militares de manutenção e apoio participou, entre os dias 13 de Janeiro e 7 de Fevereiro, no primeiro "Flying Course" de 2014 do Tactical Leadership Programme (FC 2014-1). O TLP é um programa que tem por objectivo formar e treinar pilotos de diversas nacionalidades NATO que, desde Julho de 2009, tem como centro de operações a Base Aérea de Albacete, Espanha.
O FC2014-1 teve ainda a particularidade de significar o regresso dos F-16 da Força Aérea Portuguesa a Albacete para
participação num exercício NATO depois de, em 2006, a Esquadra 301 "Jaguares" aí ter participado pela primeira vez desde a sua transferência para a Base Aérea 5, num NATO Tiger Meet. É também a primeira vez que Portugal participa no TLP desde que este transitou para Albacete. A última participação remonta ao ano de 2008 em Florennes, na Bélgica.
Segundo a organização este foi o maior curso de sempre. A acompanhar o destacamento Português estiveram aeronaves e pessoal de outras seis Nações NATO participantes.
O objetivo do curso é providenciar treino realista para todos os envolvidos, dentro dos limites das normas em tempos de paz. Os participantes enfrentam um novo cenário a cada dia. Estes cenários, que cobrem todos os aspectos da guerra aérea moderna, são um desafio constante ao desempenho dos participantes, confrontando-os com situações que normalmente não encontram em missões de treino de rotina.
O curso também permite um livre intercâmbio de informações sobre armas, tácticas e capacidades entre as forças dos países participantes. Ao fornecer um ambiente que estimula a discussão e o desenvolvimento de tácticas multinacionais, os participantes encontram a melhor forma de tirar todo o proveito das capacidades de diferentes aeronaves em Operações Aéreas Conjuntas (COMAOs).
O bloco de 15 missões que fazem parte do programa de cada curso destina-se a desafiar os participantes a desenvolver as habilidades de liderança necessárias para planear tácticas, "briefar", voar, e "debriefar" formações multinacionais totalmente integradas. Cada dia uma equipa diferente comanda os restantes participantes em todas as fases das missões que crescem em complexidade durante o curso.
Três vezes por ano o TLP inclui operações nocturnas dentro do programa do curso de vôo. Foi o caso do FC2014-1. O objetivo é praticar operações COMAO à noite e experimentar os diferentes desafios que o planeamento e operação à noite apresenta.
Em constante busca por estar na vanguarda do desenvolvimento de tácticas, técnicas e procedimentos para as forças aéreas da NATO, os cursos TLP têm evoluído para incluir uma ampla gama de perfis de missão. Novos cenários são desenvolvidos e testados em cada curso, com o objectivo de se manter a par dos desenvolvimentos em todo o mundo.
Não deixa então de ser importante a participação da Força Aérea Portuguesa em cursos e exercícios desta natureza, proporcionando aos seus militares alcançar qualificações de topo que lhes permitem fazer parte da elite e estar preparados para o desempenho e liderança de missões de grande complexidade e em cenários de natureza vária.


O Walkarounds agradece ao Destacamento da Força Aérea no TLP e, de forma especial, a António Neto e a Luís Novais o envio e partilha de fotos que compõem a galeria que acompanha este apontamento.



Galeria Fotográfica

0 comentários:

Enviar um comentário

Ajude-nos a melhorar este trabalho. Participe!